Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
joaopedrohenriquem

Aprender Pra Concurso Público 2018, E Atravessar Em Menos De Um Ano. TOP

Colocação De Big Data


Empresas brasileiras: mesmo com a decadência, algumas companhias relutaram em dispensar os trabalhadores mais especializados. São Paulo - Nos últimos anos, principlamente até 2014, o robustecimento do mercado de serviço fez com que os profissionais mais qualificados fossem disputados pelas organizações, que sofriam para adquirir completar as vagas em aberto.


Mesmo com a instabilidade econômica, diversas companhias relutaram em dispensar os trabalhadores mais especializados. Mas sucumbiram na paralisia da atividade econômica e na ausência de visão em conexão ao futuro. Com margens reduzidas, elas começaram a abrir mão desses profissionais. A piora no mercado de serviço podes ser traduzida numa estatística da Michael Page - especializada em recrutamento e seleção de profissionais. Na atualidade, somente 10% da busca feita pelas empresas é para o preenchimento de recentes vagas, no tempo em que 90% é destinada pra substituição de trabalhadores. Antes da recessão, a relação era de 40% e 60%, respectivamente.


“As vagas que eram destinadas pra organizações que estavam construindo algumas áreas de negócios diminuíram demais”, afirma Henrique Bessa, diretor da Michael Page. A deterioração do mercado de trabalho foi sentida pelo engenheiro ambiental Rodrigo Alaniz Macedo, de trinta e cinco anos, em abril do ano anterior, no momento em que ele perdeu o emprego numa empresa de consultoria ambiental.




“A companhia disse inexistência de trabalho”, diz Macedo. Sem adquirir um novo emprego, Macedo decidiu abrir a própria consultoria ambiental até ser contratado por uma nova empresa. “Os freguêses são muito esporádicos.” Desde que ficou desempregado, ele se cadastrou num site de busca de emprego, porém só “aparece uma vaga a cada dez dias”. A publicitária Bianca Maranhão, 23 anos, se formou existe um ano e assim como procura uma recolocação.


Ela trabalhava no ramo de marketing de shopping e foi demitida em dezembro do ano anterior. Bianca mora com a mãe e o irmão em São Paulo e as contas da moradia são divididas entre os três. “Nas minhas contas, eu preciso voltar a trabalhar em abril”, diz. Assad Resiste A Combate E Segue Os Passos De Teu Pai Há vagas em aberto, entretanto as exigências são maiores. O piloto de helicóptero Luciano Oliveira assim como sentiu o peso da decadência econômica.


Profissional de uma área que virou símbolo da ascensão econômica do brasileiro, ele foi demitido em setembro do ano anterior. A despeito de fosse formado em administração de corporações, ele preferiu prosseguir pela profissão que começou a traçar aos dezoito anos. Nos últimos seis anos, era piloto fixo de um banco médio - que foi bastante afetado na crise econômica e colocou o helicóptero à venda. “A aviação é a primeira a sentir os efeitos da crise. Oliveira diz que geralmente fazia 20 horas mês de viagens e no verão algo cerca de 30 horas. Nos últimos meses em que estava empregado, no entanto, essa carga horária chegava a seis ou 7 horas por mês.


“A maioria das empresas tinha dois pilotos com carteira assinada. Com a redução das viagens não compensava conservar esses trabalhadores. O piloto diz que tem feito alguns voos como autônomo. Mas, como tem muito profissional desempregado, o valor das viagens caiu muito. “É a lei da oferta e da demanda. Deste modo que ficou desempregado, ele decidiu virar sócio de uma empreiteira, que faz reformas de imóveis. Apesar da incerteza que atingiu o setor de construção, ele diz que, por enquanto, a nova corporação tem ajudando a preservar a renda da casa.


Em um catálogo da exibição de seus quadros da Arte Pop, Radha Abramo faz um panorama sobre a vida profissional de Geraldo de Barros, cuja capacidade de organizar trabalhos em equipe expressava “o sentimento do homem em relação ao mundo”. Pra ele o trabalho em grupo e o relacionamento entre as pessoas eram fundamentais e os seus trabalhos sempre buscavam atingir a massa.


“Seus instrumentos de serviço são os da intercomunicação de massa, pois que trabalha o cartaz, a foto, o design, a pintura e o outdoor”. Geraldo de Barros inicia tua vida artística nos anos de 1945, onde neste período estuda desenho e pintura com Clóvis Graciano, Collete Pujol e Yoshioka Takaoka. Como a maioria dos artistas da época, suas pinturas eram figurativas e de paisagens.


Tags: Esta página da Web

Don't be the product, buy the product!

Schweinderl